Revista Brasileira de Ciências do Esporte Revista Brasileira de Ciências do Esporte
Artigo original
Brincando e aprendendo: aspectos relacionais da criança com autismo
Playing and learning: aspects related to children with autism
Juego y aprendizaje: aspectos relacionales del niño con autismo
José Francisco Chicona,, , Ivone Martins de Oliveirab, Gabriel Vighini Garozzic, Marcos Ferreira Coelhoc, Maria das Graças Carvalho Silva de Sáa
a Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação Física e Desportos, Departamento de Ginástica, Vitória, ES, Brasil
b Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação, Departamento de Teorias do Ensino e Práticas Educacionais, Vitória, ES, Brasil
c Universidade Federal do Espírito Santo, Centro de Educação Física e Desportos, Laboratório de Educação Física Adaptada, Vitória, ES, Brasil
Recebido 06 Outubro 2017, Aceitaram 04 Janeiro 2018
Resumo

Este estudo objetiva compreender os aspectos relacionais de uma criança com autismo na relação com outras crianças em situações de brincadeiras. Trata‐se de uma pesquisa qualitativa do tipo estudo de caso. Os sujeitos foram 17 alunos, de três a seis anos, dez de um Centro de Educação Infantil, seis com autismo e uma com síndrome de Down. A coleta de dados foi feita por meio da observação participante, videogravação dos atendimentos e registros em diário de campo. A pesquisa permite constatar que o trabalho desenvolvido em ambiente social inclusivo, potencializado pela ação mediadora dos adultos e colegas mais experientes, favorece que as crianças com autismo apresentem atitudes que apontam sua predisposição para compartilhar brincadeiras com os colegas.

Abstract

The work aims at understanding the relational aspects of a child with autism regarding other children when playing fun activities. It is about a qualitative study case typed research. The subjects were 17 students, from three to six years old having ten children belonging to a Children Education Center, six with autism and one with Down syndrome. Data collection was carried out through participant observation, service video recording and field diary records. The research allows to determine that the work developed in a social inclusive environment, strengthened by the most experienced adults and colleagues mediating action, favors the autistic children present attitudes that point out their predisposition to share fun activities with friends.

Resumen

Este estudio tiene como objetivo comprender los aspectos relacionales del niño con autismo en la relación con otros niños en situaciones de juego. Se trata de una investigación cualitativa del tipo de estudio de caso. Los individuos fueron 17 alumnos, con edades de 3 a 6 años: diez de un centro de educación infantil, seis con autismo y uno con síndrome de Down. La recopilación de datos fue feita por medio de la observación participante, el servicio de grabación de vídeo y los registros en un diario de campo. La investigación permite constatar que el trabajo desarrollado en un entorno social inclusivo, potenciado por la acción mediadora de los adultos y colegas con mayor experiencia, favorece el hecho de que los niños con autismo presenten actitudes que apunten su predisposición a compartir juegos con los colegas.

Palavras‐chave
Autismo infantil, Interação social, Mediação pedagógica, Brincadeira
Keywords
Children autism, Social interaction, Pedagogic mediation, Playful activities
Palabras clave
Autismo infantil, Interacción social, Mediación pedagógica, Juegos