Revista Brasileira de Ciências do Esporte Revista Brasileira de Ciências do Esporte
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2016;38:321-7 - Vol. 38 Núm.4 DOI: 10.1016/j.rbce.2015.12.011
Artigo original
Associação entre aptidão cardiorrespiratória percebida e função do assoalho pélvico em mulheres
Association between Physical Fitness Perception and Pelvic Floor Function in Women
Asociación entre la percepción de la condición cardiorrespiratoria y la función del suelo pélvico en mujeres
Cinara Sacomoria,, , Isabela dos Passos Portoa, Fernando Luiz Cardosob, Fabiana Flores Sperandioc
a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Programa de Pós‐Graduação em Ciências do Movimento Humano, Florianópolis, SC, Brasil
b Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Departamento de Ciências da Saúde, Florianópolis, SC, Brasil
c Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Departamento de Fisioterapia, Florianópolis, SC, Brasil
Recebido 10 Março 2013, Aceitaram 13 Setembro 2014
Resumo

A musculatura do assoalho pélvico (AP) exerce importante papel na estabilização pélvico‐lombar durante atividades funcionais.

Objetivo

Verificar a associação entre aptidão cardiorrespiratória percebida e a função do AP no controle por idade.

Métodos

Foram avaliadas 269 mulheres adultas com a Escala de Capacidade Percebida e exame da função muscular do AP por palpação.

Resultados

70,2% das mulheres conseguiam manter apenas uma caminhada por 30 minutos. Aproximadamente 46,9% tinham contração objetiva fraca do AP. Estiveram associados a uma melhor função do assoalho pélvico: aptidão cardiorrespiratória percebida (conseguir correr por 30 minutos) e não apresentar queixas de perdas de urina no dia a dia e durante a prática de atividade física.

Abstract

Pelvic floor (PF) muscles play an important role in stabilizing lumbar‐pelvic area during functional activities.

Objective

To investigate the association between the rating of perceived capacity and pelvic floor function controlling age.

Methods

We evaluated 269 adult women with the Rating of Perceived Capacity and perineal muscle function palpation exam.

Results

70.2% of the women could just keep walking for 30minutes. Approximately 4% failed to perform the contraction of the PF muscles and 46.9% had an objectively weak contraction. A better PF muscle function was associated with perceived cardiorespiratory fitness (being able to run for 30minutes), not presenting complains of urine loss during daily life and during physical activity.

Resumen

La musculatura del suelo pélvico (SP) ejerce un importante rol en la estabilización pélvico‐lumbar en las actividades funcionales.

Objetivo

Verificar la asociación entre percepción de la condición física y función del SP controlada por edad.

Métodos

Se evaluó a 269 mujeres adultas con la Escala de Capacidad Percibida y el examen de función de la musculatura del suelo pélvico por palpación.

Resultados

El 70,2% de las mujeres consiguieron mantener solamente una caminata de 30 minutos. Aproximadamente el 46,9% tenía una contracción objetiva débil del SP. Una mejor función del SP se asoció con la percepción de la condición cardiorrespiratoria (conseguir correr durante 30 minutos) y no manifestar quejas de pérdida de orina en el día a día y durante la práctica de las actividades físicas.

Palavras‐chave
Assoalho pélvico, Atividade física, Força muscular, Aptidão física
Keywords
Pelvic floor, Physical activity, Muscle strength, Physical fitness
Palabras clave
Suelo pélvico, Actividad física, Fuerza muscular, Condición física
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2016;38:321-7 - Vol. 38 Núm.4 DOI: 10.1016/j.rbce.2015.12.011