Revista Brasileira de Ciências do Esporte Revista Brasileira de Ciências do Esporte
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2017;39:24-30 - Vol. 39 Num.1 DOI: 10.1016/j.rbce.2015.10.018
Artigo original
Trabalho voluntário em políticas públicas sociais de esporte e lazer: uma análise a partir de casos do Programa Escola Aberta
Voluntary work in sport and leisure policies: an analysis from cases of open school program
Trabajo voluntario en políticas públicas del deporte y del ocio: un análisis de los casos del Programa Escuela Abierta
Leandro Forella,, , Marco Paulo Stiggerb
a Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS), Osório, RS, Brasil
b Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Escola de Educação Física, Departamento de Educação Física, Porto Alegre, RS, Brasil
Received 05 August 2013, Accepted 10 June 2014
Resumo

No presente artigo apresentamos o relato de uma pesquisa que teve como objetivo compreender os significados do trabalho voluntário e suas implicações para as políticas públicas de esporte e lazer. De cunho qualitativo, as informações obtidas foram produzidas a partir de diários de campo e entrevistas semiestruturadas. Analisamos duas categorias: as identidades do trabalho voluntário; e as repercussões do trabalho voluntário para as políticas públicas. Constatamos que ele é representado como dádiva e/ou relação econômica, uma noção/condição. Mesmo que para muitas pessoas ele represente a possibilidade do acesso ao esporte e ao lazer, identificamos que isso traz implicações: a precarização do atendimento; a precarização do controle social; e o alargamento horizontal do Estado.

Abstract

The present essay reports the results of a survey that aims at understanding the meaning of voluntary work and its implications in the development of Sports and Leisure Public Policies. Being a qualitative research, it has been based on field journal information and semi‐structured interviews. Two basic categories have been analyzed: voluntary work identities, and its consequences in the development of public policies. We have We found that volunteer work is represented as a gift and/or economic relationship, a notion/condition. Even though, for many people, this work represents the possibility of access to sport and leisure, we identified that has implications: the precariousness of care; precarious social control, and the horizontal extension of the state.

Resumen

En el presente artículo se presenta un estudio cuyo objetivo era comprender el significado del trabajo voluntario y sus implicaciones para la política pública del deporte y del ocio. Como investigación cualitativa, la información se obtuvo a partir de diarios de campo y entrevistas semiestructuradas. Se analizan dos categorías: las identidades del trabajo voluntario y las repercusiones del trabajo voluntario en la política pública. Se constata que éste aparece representado como dádiva y/o relación económica, una noción/condición. Al igual que para muchas personas, este trabajo representa la posibilidad de acceder al deporte y al ocio, y se identifica que ello tiene implicaciones: la precarización del cuidado; la precarización del control social, y la extensión horizontal del Estado.

Palavras‐chave
Políticas públicas, Trabalho voluntário, Programa escola aberta, Lazer
Keywords
Public policy, Volunteer, Open school programme, Leisure
Palabras clave
Políticas públicas, Trabajo voluntario, Programa Escuela Abierta, Ocio
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2017;39:24-30 - Vol. 39 Num.1 DOI: 10.1016/j.rbce.2015.10.018