Revista Brasileira de Ciências do Esporte Revista Brasileira de Ciências do Esporte
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2018;40:131-7 - Vol. 40 Num.2 DOI: 10.1016/j.rbce.2018.01.011
Artigo original
Atividade física e qualidade de sono em policiais militares
Actividad física y calidad del sueño en policías militares
Physical activity and sleep quality in military police officers
Valdeni Manoel Bernardoa, Franciele Cascaes da Silvab,, , Elizandra Gonçalves Ferreirab, Gisele Graziele Bentob, Mauro Cezar Zilchb, Bianca Andrade de Sousab, Rudney da Silvab
a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Programa de Pós‐Graduação em Ciências do Movimento Humano, Área de Atividade Física e Saúde, Florianópolis, SC, Brasil
b Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), Centro de Ciências da Saúde e do Esporte, Pós‐Graduação em Ciências do Movimento Humano, Florianópolis, SC, Brasil
Received 14 November 2016, Accepted 02 January 2018
Resumo

O estudo objetivou verificar associações entre nível de atividade física, qualidade do sono, sonolência diurna excessiva e características demográficas de policiais militares da Grande Florianópolis. Participaram do estudo 438 policiais militares. Foram usados o questionário Internacional de Atividade Física – IPAQ; o questionário sobre a Qualidade do Sono de Pittsburgh – PQSI e a Epworth Sleepiness Scale – ESS; e uma ficha com informações sociodemográficas e ocupacionais. Os policiais militares apresentaram alto nível de atividade física e qualidade do sono ruim. Não foram identificadas associações entre o nível de atividade física e a qualidade do sono. Policiais que atuam predominantemente no administrativo são menos ativos comparados com os que atuam em serviços operacionais.

Resumen

El objetivo del estudio fue establecer la asociación entre nivel de actividad física, calidad del sueño, somnolencia diurna excesiva y características demográficas de la policía militar en Florianópolis y las ciudades vecinas. El estudio incluyó a 438 oficiales de policía. Se utilizaron el IPAQ, el Cuestionario sobre la calidad del sueño de Pittsburgh (PQSI) y la Escala de somnolencia de Epworth (ESS), así como una ficha con información sociodemográfica y laboral. Los participantes presentaron un elevado nivel de actividad física y mala calidad del sueño. No se encontraron asociaciones entre el nivel de actividad física y la calidad del sueño. Los agentes de policía que trabajan predominantemente en los órganos de administración son menos activos que los que trabajan en el servicio operacional.

Abstract

The study aimed to verify associations between physical activity level, sleep quality, excessive daytime sleepiness, and demographic characteristics of military police officers from Florianópolis and neighboring cities. An amount of 438 police officers had participated in the study. The instruments adopted were IPAQ, Pittsburgh Sleep Quality Index–PSQI; Epworth Sleepiness Scale–ESS; and a report with sociodemographic and occupational information. Military police officers were characterized by high levels of physical activity and poor sleep quality. Associations between physical activity level and sleep quality were not identified. Police officers that operate predominantly in administrative areas are considered less physically active than those operating in operational services.

Palavras‐chave
Atividade motora, Sono, Polícia, Saúde do trabalhador
Palabras clave
Actividad motora, Sueño, Policía, Salud laboral
Keywords
Motor activity, Sleep, Police, Occupational health
Revista Brasileira de Ciências do Esporte 2018;40:131-7 - Vol. 40 Num.2 DOI: 10.1016/j.rbce.2018.01.011